Home » Fisioterapia » Fisioterapia Uroginecológica e Obstétrica

Fisioterapia Uroginecológica e Obstétrica

Fisioterapia Uroginecológica e Obstétrica

A Fisioterapia Uroginecológica atende homens, mulheres e crianças, nas mais diversas formas de disfunções do assoalho pélvico, sejam elas de cunho neurológico, má formações anatômicas do sistema urinário, incontinência urinária de urgência, por esforço ou mista e incontinência fecal, prolapsos de útero e bexiga (ou seja, a “queda” do órgão em direção ao meio externo), além de dores pélvicas. A fisioterapia é o padrão ouro no tratamento conservador dessas disfunções, tendo por objetivo o fortalecimento da musculatura pélvica, bem como a melhora da propriocepção local, assim retardando uma intervenção cirúrgica e até mesmo tornando-a, em alguns casos, dispensável.

É importante ficar atento a sinais de desconforto, dor ou ardência ao urinar, urgência para chegar ao banheiro, pequenos escapes de urina durante atividades do dia a dia, como carregar pesos ainda que pequenos, espirrar ou tossir, acordar muitas vezes durante a noite para urinar, dentre outros. Tendo identificado algum desses sintomas é importante procurar ajuda de uma equipe multiprofissional com agilidade.

http://estudiobiosferapilates.blogspot.com.br/2013/06/exercicios-com-over-ball.html

No segmento de Fisioterapia Obstétrica, também são abrangidos os cuidados ao assoalho pélvico, bem como todo o corpo da mulher, que está em constante transformação. Essa assistência é de extrema relevância na preparação e acompanhamento da gestação, bem como no pós-parto. Durante a gestação alguns músculos ficam sobrecarregados, a fisioterapia atua com fortalecimentos específicos, alongamentos, treinos de equilíbrio, técnicas para analgesia, respiração e relaxamento.  A gestante será apresentada a estratégias para manutenção e melhora de sua qualidade de vida, bem como preparo ao momento do parto. Os desconfortos comuns a este período, como inchaço, câimbras e falta de ar, também são abrangidos. Independente da vida de parto (vaginal ou cesárea) pode haver alterações da musculatura abdominal e pélvica, que devem ser tratadas brevemente a fim de otimizar a recuperação e restaurar qualidade de vida.

 

 

https://cabelosderainha.com.br/melhores-exercicios-para-gravidas/

Através de avaliação minuciosa e testes específicos, o fisioterapeuta elaborará um plano terapêutico individualizado, abrangente as necessidades, disfunções e especificidades de cada caso e paciente.