Home » Fisioterapia » Liberação Miofascial

Liberação Miofascial

Liberação Miofascial

O tecido fascial representa uma numerosa parte dos tecidos do corpo, pois recobre toda a musculatura corporal, da cabeça aos pés e é formado por tecido conjuntivo. Cada fáscia recobre um músculo, esta cobertura nos permite realizar movimentos, desde os mais simples até os mais complexos. Na fisioterapia acredita-se que esta fáscia pode em algum momento e por razões desconhecidas não permitir movimento livre entre os músculos, na maioria das vezes isso ocorre por pontos de tensão.

A Liberação Fascial é realizada através da combinação de três movimentos: deslizamento, fricção e amassamento. Estes, alongam o músculo e as fáscias obtendo assim, o relaxamento de tecidos tensos.

Hoje também há acessórios que ajudam esta liberação, um deles é a ventosa: espécie de copo feito em acrílico, silicone ou vidro que são aplicadas no corpo do paciente com a ajuda de uma pistola de ar comprimido. Com isso, uma pressão é feita em diversos pontos do corpo. É essa pressão que irá promover o relaxamento. A ventosa em deslizamento promove a liberação miofascial, liberação de aderência cicatricial, diminuição de dores musculares (pontos gatilho) e aumenta a amplitude do movimento.

Outro acessório que promove a liberação miofascial é o mioblaster: ferramenta de aço inoxidável cirúrgico com bordas arredondadas. Tratamento e ângulos únicos, promovendo maior eficácia da terapia. Facilita a inibição do tônus muscular anormal, aumenta fluxo sanguíneo na região tratada, atinge tecidos mais profundos e com menos pressão que a terapia manual.

 

Vantagens da liberação miofascial:

  • Proporciona alívio e bem-estar;
  • Promove relaxamento muscular;
  • Separa e divide colágeno e ligações cruzadas;
  • Estende fibras do tecido muscular e conjuntivo;
  • Melhora a facilitação dos fluidos corporais;
  • Melhora dores musculares: através da liberação de pontos de tensão;
  • Permite maior amplitude de movimento.

Indicações:

  • Aderência da fáscia;
  • Cicatrizes;
  • Tensões musculares;
  • Tendões;
  • Dor musculoesquelética;
  • Esporte (overuse);
  • Body budding (halterofilismo)
  • Gestante (com liberação médica).

Contraindicações:

  • Trombose;
  • Hemofilia (fragilidade capilar, dificuldade de circulação);
  • Varizes;
  • tromboflebite;
  • Hérnia abdominal;
  • Câncer ou com qualquer tipo de infecção;
  • Hipertensão descompensada;
  • Diabetes descompensada;
  • Entre outros.

Procure um profissional que seja especializado no assunto. É necessário que ele tenha um curso específico para a aplicação das ventosas e do mioblaster.