Home » Neuropsicologia » Alzheimer

Alzheimer

 

Doença de Alzheimer

Alzheimer é a mais freqüente doença neuro-degenerativa na espécie humana.  Acarreta alterações do funcionamento cognitivo (memória, linguagem, planejamento, habilidades visuais-espaciais) e muitas vezes também do comportamento (apatia, agitação, agressividade, delírios, entre outros), que limitam progressivamente a pessoa nas suas atividades da vida diária, sejam profissionais, sociais, de lazer ou mesmo domésticas e de auto-cuidado. O quadro clínico descrito caracteriza o que em Medicina é denominado “demência”.

Há ainda muita falta de informação sobre a doença. Alzheimer não é uma conseqüência do envelhecimento; Endurecimento das artérias e das veias do cérebro; Falta de oxigênio no cérebro; Causada por estresse, por trauma psicológico ou por depressão; Retardo mental; Preguiça mental. A doença se manifesta-se através de uma demência progressiva, isto é, que aumenta em sua gravidade com o tempo.

Os 10 sinais de alerta para doença de Alzheimer são:

  • Problema de memória que chega a afetar as atividades e o trabalho;
  • Dificuldade para realizar tarefas habituais;
  • Dificuldade para comunicar-se;
  • Desorientação no tempo e no espaço;
  • Diminuição da capacidade de juízo e de crítica;
  • Dificuldade de raciocínio;
  • Colocar coisas no lugar errado, muito freqüentemente;
  • Alterações freqüentes do humor e do comportamento;
  • Mudanças na personalidade;
  • Perda da iniciativa para fazer as coisas.

Objetivos do tratamento são:

  • Melhorar a memória e as outras funções mentais;
  • Controlar os transtornos de comportamento;
  • Retardar a progressão da doença;
  • Melhorar a qualidade de vida da pessoa doente;
  • Melhorar a qualidade de vida dos familiares e dos cuidadores.

AGENDE UMA AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA.